Silvio Santos recebe empresário que pediu demissão da jornalista Rachel Sheherazade

A relação do SBT com Luciano Hang continua forte, mesmo após o empresário ter pedido publicamente a demissão da jornalista Rachel Sheherazade, apresentadora do SBT Brasil e crítica do governo de Jair Bolsonaro. Apoiador declarado do presidente, o dono das lojas Havan participou do Programa Silvio Santos, que irá ao ar hoje à noite.

Silvio recebeu Hang para participar do Jogo das 3 Pistas, gincana de adivinhações da atração dominical. O varejista enfrentará Sylvia Design. O SBT não divulgou diálogos entre o patrão de Sheherazade com o algoz dela durante o programa, mas pelas imagens prévias percebe-se o clima amistoso do apresentador com o empresário.
O programa foi gravado em 16 de julho, três semanas depois de Hang pedir no Twitter a cabeça de Sheherazade. Em 22 de junho, ele criticou a apresentadora do SBT Brasil e parabenizou Silvio pelo "desmonte" no jornalismo do SBT, segundo reportagem publicada pelo colunista Ricardo Feltrin, do UOL."O jornalismo da grande mídia esta todo contaminado com ideologias comunistas que destroem o nosso Brasil. Parabéns Silvio Santos. Somos fruto do que plantamos no passado. O povo quer mudanças. Ainda falta mais gente para você demetir (sic). Raquel (sic) é uma delas", escreveu Hang.

Imediatamente, Sheherazade reagiu à publicação: "Já está registrado! Empresário chantageia a emissora onde trabalho e ainda vem a público pedir minha cabeça de jornalista. Mas, agora, vai ter processo. Espere a notificação dos meus advogados".
Depois do episódio, Luciano Hang apareceu ainda mais no SBT. Patrocinador de atrações como Domingo Legal, ele "tirou o chapéu" no Programa Raul Gil e foi entrevistado por Roberto Cabrini no Conexão Repórter, jornalístico mais prestigiado da emissora.
Enquanto Hang ganha espaço no SBT, Sheherazade tem sido escanteada. Segundo o site Notícias da TV, parceiro do UOL, ela pode não ter seu contrato renovado pela emissora. Antes queridinha de Silvio, a jornalista foi afastada do SBT Brasil na última sexta e tem sido atacada por eleitores de Bolsonaro, como o dono da Havan.
Na polêmica mais recente, a jornalista chamou de "monstros" os agentes da penitenciária de Altamira (PA), onde ocorreu um massacre com 58 mortos, 16 por decapitação. O sindicato que representa a categoria protestou contra Sheherazade e exigiu um posicionamento do SBT.Segundo o SBT, Sheherazade ganhou folga na sexta, por isso não apresentou o telejornal. A repórter Solange Boulos dividiu a bancada com Carlos Nascimento.

A apresentadora também anunciou sua saída do Twitter, onde também opinava contra Bolsonaro e recebia ataques de eleitores favoráveis ao governo: "Caros amigos, por motivo de força maior, desativei, temporariamente, a minha conta no Twitter. Muito amor a todos vocês".
Sheherazade não emite opiniões na TV desde abril de 2014, quando o governo de Dilma Rousseff ameaçou retirar patrocínios ao SBT após a apresentadora ter justificado a ação de "justiceiros" que deixaram um suposto assaltante de 16 anos preso nu a um poste. "Adote um bandido", ironizou, na época. Ela foi denunciada por apologia ao crime.

Nenhum comentário