Breaking News

Rafael Miguel queria morar fora do Brasil com namorada e viver de piada

Rafael Miguel, ator assassinado aos 22 anos na tarde de domingo (9), trabalhava como professor de inglês em uma escola de idiomas no bairro de Perdizes, em São Paulo, e foi homenageado por Bianca Bianchi, uma de suas alunas. A jovem lembrou como foi a aula na sexta-feira (7).
“Eu não sou muito fã de fotos, mas você fazia questão de sair nelas toda vez que eu ia tirar uma da matéria, que bom que você sempre foi aparecido porque agora eu tenho umas lembranças pra guardar. Na sexta, eu cheguei na escola como de costume, você mandou eu pegar o meu café e minha água, me deu um Kit Kat dizendo que lembrou de mim porque sabia que eu andava muito estressada e que chocolate ajudava. Na aula de terça, dia 4, o tema era justamente esse: planos pro futuro. Você me contou que queria fazer stand up -- but only in english (mas só em inglês) -- e que queria morar fora do Brasil com a sua namorada e viver de piada. Era sempre assim, você sonhando alto e eu no meu dileminha SP X RP", escreveu a aluna.
Na homenagem, Bianca afirma que "a ficha não caiu" e custa a acreditar que Rafael Miguel morreu. "Me dei conta de que você era quase um terapeuta, você sempre me ouvia, corrigia minha pronúncia e falava sobre a sua vida também. E já tinha um bom tempo, que eu sabia que você não era só um professor, mas também um amigo, um querido amigo. Você tornava a minha
semana mais leve, mas também acabava com ela quando chegavam as provas, e uma delas era segunda agora né? Eu ia te ligar hoje, dizendo que ia furar, dando mais uma das minhas várias desculpas. A real é que eu não sei o que fazer com a notícia que eu acabei de ter... Perdi um amigo e perdi um excelente professor. Eu ainda não acredito que isso seja real, a ficha não caiu, você tinha minha idade e era cheio de sonhos e convicções. O mundo realmente precisa de mais gente como você. Você vai fazer falta... Meus sinceros sentimentos a família. Descanse em paz!”
As aulas de inglês eram uma fonte de renda para Rafael Miguel, que estava afastado da televisão desde o fim de sua participação na novela Chiquititas (SBT, 2013/2015). Apesar da instabilidade no meio artístico, ele manifestava interesse em seguir na profissão.
Em seu perfil no Facebook, Rafael chegou a declarar, em outubro do ano passado, que trilhava "uma nova etapa na carreira artística", quando anunciou que faria sua primeira apresentação de comédia stand-up, com o espetáculo Será que Bete Faria?, encenado em novembro no Centro Cultural Santa Cecília.
ENTENDA O CASO
O ator Rafael Miguel, 22 anos, e seus pais, João Alcisio Miguel, 52, e Miriam Selma Miguel, 50, foram mortos a tiros na tarde deste domingo (9), no bairro Pedreira, na zona sul da cidade de São Paulo, quando iriam visitar a namorada do artista, Isabela Tibcherani.
O pai da garota, Paulo Cupertino Matias, comerciante de 48 anos, teria chegado com uma arma e, em seguida, atirado contra as três vítimas, que aguardavam no portão da casa do atirador. As vítimas morreram no local. De acordo com a polícia, o suspeito fugiu após o crime e a motivação ainda é investigada.
Em nota, a assessoria da Segurança Pública de São Paulo comunica: "João Alcisio Miguel, de 52 anos, Miriam Selma Miguel, de 50, e Rafael Henrique Miguel, de 22, morreram após serem baleados, por volta das 13h55 de domingo (9), na Estrada do Alvarenga, no bairro Pedreira, na zona sul da Capital. O caso é investigado pelo 98º Distrito Policial (Jardim Miriam) e as equipes estão em diligência para localizar e prender o autor do crime."
TRAJETÓRIA PROFISSIONAL
Ator desde os 6 anos, Rafael Miguel se tornou popular aos 8, quando estrelou uma campanha publicitário de um suplemento vitamínico em que dizia "mãe, quero brócolis". Na televisão, o ator participou das novelas Cristal (SBT, 2006), Pé na Jaca (Globo, 2006) e Cama de Gato (Globo, 2009).
O papel mais marcante foi o do vilãozinho Paçoca na mais recente versão de Chiquititas, produzida pelo SBT entre 2013 e 2015.

Nenhum comentário