Breaking News

Polícia investiga racismo e intolerância religiosa no "#BBB19"


A Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) abriu inquérito para apurar declarações do "BBB19" acusadas de racismo e intolerância religiosa. Maycon e Paula estão entre os brothers criticados por telespectadores por falas contra
religiões de matriz africana.
"De acordo com informações da Delegacia de Crimes Raciais e Delitos de Intolerância (Decradi) foi instaurado inquérito para apurar o ocorrido. As investigações estão sob sigilo", informou a assessoria da Polícia Civil do Rio de Janeiro.
Na manhã desta segunda-feira (11), Hariany e Paula repercutiram uma conversa que tiveram com Maycon durante a madrugada. No papo, o mineiro afirmou que tem medo da religião de Rodrigo e Gabriela e disse às sisters que a percussionista fez algum tipo de "trabalho" para que Isabella adoecesse.
"Eu fiquei horrorizada com o que ele falou", contou Hariany. "Credo, velho. Tadinho do Maycon vendo ela incorporada. Que medo", comentou Paula.
"Antes de orar eu vou pedir para Deus me mostrar as coisas. Me mostrar quem é quem e me afastar de pessoas ruins aqui dentro", disse a estudante de design de moda.
Na internet, as declarações de Maycon e de Paula têm sido vistas como intolerância religiosa e causado revolta. Além dos comentários do mineiro, recentemente a sister declarou que tem medo de Rodrigo e afirmou: "Nosso Deus é maior".

Nenhum comentário