Breaking News

Cleo Pires fez um desabafo sobre comportamento opressor


Cleo Pires fez um desabafo em seu perfil, no Instagram, nesta sexta-feira (14). A atriz de "O Tempo Não Para" contou
que repetiu o comportamento opressor, que recebeu de um adulto na infância, em uma de suas irmãs, sem citar nomes.
A atriz tem seis irmãos: Antonia Morais, de 26 anos, Ana Morais, de 18, e Bento, de 14, da relação da mãe, Glória Pires, com Orlando Morais; e Fiuk, de 28, Tainá Galvão, de 32, Krizia Galvão, de 31, do casamento do pai, Fábio Jr., com Cristina Karthalian.
"Eu tenho me feito uma pergunta constantemente, que é a seguinte: por que o oprimido vira o opressor? Se eu passo por uma situação horrível na minha infância, por que perpetuo ela quando eu cresço?", questionou Cleo.
A atriz contou que teve alguns traumas emocionais na infância e adolescência e acabou passando isso adiante. "Por exemplo, eu cresci com alguns traumas emocionais e psicológicos de alguns adultos [que viviam] à minha volta, e que achavam que estavam fazendo o melhor para mim. Normal, acontece", disse ela.
"Quando eu vi, eu estava fazendo a mesma coisa com a minha irmã, e eu percebi isso porque a nossa relação não estava saudável. Em toda relação você tem que questionar o seu papel nela e comecei a me questionar. Comecei a
ver que eu estava perpetuando um tipo de atitude que eu odiava", declarou.
Cleo confessou que achava que a atitude era para o bem de sua irmã, ainda sem revelar nomes, mas que depois viu que estava errada.
"E aí, pensei nas essas pessoas também fizeram coisas achando que era para o meu bem. Muitas vezes a gente faz um monte de coisa achando que é para o bem, mas se a outra pessoa está reclamando falando que está doendo ou não está bom, a gente tem que parar, questionar e melhorar. A vida é assim, gente. A gente tem que ter empatia, ter ouvido para o outro. Não pode tentar impor nossa verdade em cima do outro", concluiu.

Nenhum comentário