Breaking News

Conheça as curiosidades dos gatos americanos de ‘O sétimo guardião’


Um negro gato de arrepiar, chamado León, do tipo misterioso, vive na pequena e fictícia cidade de Serro Azul, onde costuma rondar uma fonte
rejuvenescedora com poderes curativos. Com as patas fincadas no realismo fantástico que o autor Aguinaldo Silva traz de volta em “O sétimo guardião”, o felino é um dos protagonistas da nova novela das nove que estreia nesta segunda-feira. Na trama, é o animal quem atrai Gabriel (Bruno Gagliasso) para cumprir o seu destino de ser guardião-mor do aquífero. O bichano, que a partir do capítulo 30 ganhará forma humana e será interpretado por Eduardo Moscovis, ainda ataca de cupido mesmo sem querer, e é o responsável por aproximar o mocinho de Luz (Marina Ruy Barbosa).
— León é um guardião que cometeu um certo tipo de infração e por isso foi castigado. Passa um período da sua vida como gato e dependerá de um acontecimento da novela para deixar de ser um felino — explica Aguinaldo Silva.
Até se tornar um homem, o bicho é representado por quatro gatos reais que se revezam — da raça americana Bombay —, além de contar com um animatronic (dispositivo robótico que reproduz seres vivos). A escolha dos felinos se deu por uma questão técnica.
— Durante as pesquisas, descobrimos essa raça americana tem o pelo mais curto, o que facilita o trabalho da equipe de efeitos visuais. Como não encontramos nenhum gato no Brasil, trouxemos esses quatro dos Estados Unidos, que são de uma mesma ninhada, ou seja, são irmãos. Eles vieram com 4 meses, depois que já estavam desmamados e com todas as vacinas tomadas — conta Mirica Vianna, produtora de arte da novela.
Após desembarcarem no Brasil em abril, os gatos, que também atendem pelo nome de León fora da ficção, começaram a dar expediente nos Estúdios Globo sob a supervisão de Fernando Alonso, responsávela pela equipe de efeitos visuais.
— Para as cenas com um gato de verdade, são realizadas captações dos movimentos usando
chroma key (técnica que consiste em colocar uma imagem sobre uma outra através do anulamento de uma cor padrão) e, a partir daí, criamos uma biblioteca de imagens, que vai compor as cenas gravadas com os atores. A maior parte das sequências que o público verá em casa é feita com os animais reais — explica Alonso.


Marina Ruy Barbosa é Luz em “O sétimo guardião”
Marina Ruy Barbosa é Luz em “O sétimo guardião” Foto: João Cotta/Rede Globo/Divulgação
A filha do gato
Luz é uma parceira quase inseparável de León e, por conta disso, Marina Ruy Barbosa é uma das principais parceiras de cena do gato. Nenhum problema para a atriz, que é apaixonada por felinos.
— Amo! Tenho quatro gatos adotados, e já passaram mais de 400 na minha casa. Peguei na rua e cuidei antes de colocá-los para adoção. Nessa novela, temos vários gatos diferentes. Quando ainda estava gravando "Deus salve o rei", eu já convivia com os “Leóns”, porque os cuidadores os levavam até mim para que eles se acostumassem comigo e ficassem mais à vontade — recorda a atriz.
A intimidade entre Marina e os felinos precisa transbordar em cena. Um dos mistérios da trama é que León é pai de Luz:
— Eles têm uma relação especial, se entendem através da troca de olhares.


Bruno Gagliasso é Gabriel em “O sétimo guardião”
Bruno Gagliasso é Gabriel em “O sétimo guardião” Foto: João Cotta/Rede Globo/Divulgação
Ele arrebata corações
Morador de São Paulo em “O sétimo guardião”, Gabriel (Bruno Gagliasso) é guiado até a fictícia Serro Zul por León, com quem se comunica por uma espécie
de telepatia. Intérprete do mocinho da nova novela das nove, o ator é um admirador do mundo animal.
— Sou bicheiro no bom sentido. Gosto de cachorro, gato e animais silvestres. Tenho uma ótima relação com os “Leóns” — conta.
Os felinos também cairam n as graças de Aguinaldo Silva, autor da trama:
— Tenho fixação em gatos. Conheço muito a “personalidade” deles. Fiquei imediatamente amigo de um dos Leóns quando ele esteve na minha casa. Para criar a história da novela, eu me inspirei nessa coisa do gato ser um animal mágico. Fiz questão que fosse um gato preto, negro, porque existe essa história que dá azar. Mas não dá!
Bem tratados

Cuidados especiais

“Quando os gatos vão gravar, pede-se mais silêncio no estúdio. E se estiver muito frio, aumentamos a temperatura. Também é importante revezá-los para não ficarem cansados”, diz a produtora de arte Mirica Vianna.

Estreia

“O sétimo guardião” é a primeira novela dos bichanos. “O gato virtual e o animatronic são usados nas cenas de perigo, como subir num edifício”, observa Mirica.

Conforto

“Os gatos têm um camarim para eles, onde ficam soltos, comem e fazem pipi”, conta a produtora de arte.

https://extra.globo.com/tv-e-lazer/conheca-as-curiosidades-dos-gatos-americanos-de-setimo-guardiao-que-tem-ate-camarim-proprio-23225791.html

Nenhum comentário